quarta-feira, 29 de março de 2017

A Evolução do Pode Cornettah

Boa noite pessoal!

Por vezes é preciso parar, repensar algumas coisas, planejar e colocar em prática novas ideias. Estamos há quase um mês sem publicar nada. Estamos resolvendo alguns problemas técnicos. Estamos criando possibilidades.

Em um pouco mais de um ano evoluímos. Mudamos a forma de escrever o nosso nome, de PodCornettá para Pode Cornettah. Além das publicações no formato de textos, começamos também a publicar as postagens em formato de vídeos. Mudamos o nosso logotipo e mudamos até o nosso uniforme. Mas ao longo dessas últimas semanas tivemos uma evolução significativa!

Não sou corinthiano e certamente estou muito longe de ser um fenômeno, mas hoje cabe a frase: “Está aqui mais um neste bando de loucos”. Agora o Pode Cornettah é uma equipe. Apresento-vos nosso mais novo integrante: Luciano Faria, um cara apaixonado por música, movido a novos desafios e ávido por aprender coisas novas. Vem agregar valor ao Pode Cornettah com seu vasto conhecimento e, principalmente, através do seu estúdio SoLuMix.

Foto: Equipe Pode Cornettah no estúdio SoLuMix
Fonte: Pode Cornettah

Como dizem por aí, Luciano já “chegou chegando”... agora temos uma vinheta!


É meus amigos, isso mesmo, nossas próximas histórias já serão contadas no Estúdio SoLuMix, onde teremos uma melhora significativa na qualidade da imagem e, principalmente, na qualidade do áudio.

Então fiquem ligados! Contaremos, em breve, as histórias que já foram gravadas no formato anterior e que estão processo de finalização de edição, como a de Felipe Wasser, o percursor do voo livre no Brasil, que será será também nosso primeiro Pode Cornettah in memoriam. Contaremos também a história de Verônica Passos e seu talento ímpar de entalhar em couro.

Enquanto isso, vão curtindo aí a nossa vinheta.

Obrigado pelo carinho e paciência de todos!

Grande Abraço, 
Eduardo Caetano

quarta-feira, 8 de março de 2017

Pode Cornettah com Teatro d'Aldeia

Fala gente bonita!

O jornalista e escritor uruguaio, Eduardo Galeano (1940 – 2015) já dizia que: “O mundo está feito de histórias. São histórias que contamos, escutamos, multiplicamos, que permitem converter o passado em presente e o distante em próximo, o que está longe em algo próximo, possível e visível.”

Contar e multiplicar histórias, boas histórias, é o objetivo deste canal e a história do Teatro d`Aldeia certamente é uma delas, grupo que tem como a lua sob o signo de sua sensibilidade, representando o desejo de trazer de volta os rituais e manter uma atitude simbólica diante da vida.

Este grupo é formado por Adriana Marques (atriz, professora de teatro e coordenadora pedagógica dos cursos e oficinas), Ana Cristina Freitas (atriz, professora de teatro e coordenadora da área de produção), Vander Palma (ator, professor de teatro e diretor financeiro) e Wallace Puosso (ator, diretor, professor de teatro, responsável pela comunicação visual e criação dos projetos).


Foto: Pode Cornettah com Teatro d'Aldeia
Fonte: Pode Cornettah


É mais que um simples grupo de teatro, é um grupo de quatro malucos (sérios) que optaram pela iniciativa privada para construir seu próprio espaço gerador de arte e cultura e, acima de tudo, decidiram por envelhecer juntos no teatro, fazendo da sua sede, das suas paixões, das suas vocações e seus propósitos de vida algo muito maior que conseguimos imaginar e sentir. Falando em sentimento e imaginação, sugiro e incentivo vocês a prestigiar a peça Cicatrizes, baseado no conto “A Pedra Arde”, também de Eduardo Galeano. Ela nos leva a refletir sobre nossas próprias cicatrizes, as físicas, as psicológicas, as escondidas, aquelas que não falamos muito, aquelas que não contamos a ninguém, aquelas já adormecidas...

E após este encontro, conseguimos vislumbrar e sonhar que com trabalhos como o que este grupo tem realizado, São José dos Campos em breve passará a ser, além de um pólo industrial, também um pólo cultural.

Mais uma vez, Teatro d’aldeia, obrigado pelo carinho e atenção! Obrigado pela honra e privilégio em conhecer e compartilhar a sua história.

Grande Abraço

Eduardo Caetano

Assistam, curtam e compartilhem o vídeo.




Fonte de pesquisa:
https://www.youtube.com/watch?v=jwH0t37hlC0