quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Matheus Sampei... Rodas que Libertam!

Oi gente bonita!

Quando o Pode Cornettah ainda era um projeto que estava no papel, a história do Matheus Sampei, já era um sonho de consumo, pois apesar de bem jovem, ele possui na bagagem da sua vida, uma mudança carregada de desafios, determinação e muita vontade de viver. Tive o prazer de conhecê-lo através de um trabalho que estava desenvolvendo durante o curso da minha Pós Graduação em Design de Interiores, em parceria com a Dumont Brasil, que tratava-se de uma estação de trabalho (E3 – Estação Ergonômica Especializada) projetada com conceitos do desenho universal para atender a todos com excelência, inclusive pessoas com deficiência física. Esse projeto não vingou, mas Pode Cornettah está vingando... hehehe


Foto: Cornettando Matheus Sampei
Fonte: Pode Cornettah

A história do Matheus é aquele tipo de história que me leva a refletir que a pessoa deficiente não é ele, mas sim eu, você, que nos limitamos no cume calmo dos nossos medos e que, incontáveis vezes, criamos e não conseguimos ultrapassar obstáculos psicológicos. Ele, com maestria, ensina-nos a exorcizar cada um de nossos fantasmas usando as adversidades e a força do oponente ao nosso favor.

O acidente representa um divisor de águas na sua trajetória pessoal e profissional, representa um marco para a empresa onde trabalhou por 17 anos e para o mercado de trabalho como um todo e será também um marco na historia do esporte paraolímpico.

Cadeira de rodas... rodas que o liberta e o faz voar e alcançar voos cada vez mais altos.. Rodas que libertam... Esse seria um bom título para uma biografia... quem sabe... 

Parabéns Matheus por ser questionador, lutador, motivador, jogador, competidor e até inventor... e obrigado por fazer a diferença numa sociedade tão louca. 

Leia o post, assista o vídeo, curta, compartilhe, comente, inscreva-se no nosso canal e dê um like! Obrigado por nos prestigiar! 




Grande Abraço,
Eduardo Caetano

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Iniciando os trabalhos de 2017



Chega de férias!!! 

Vamos trabalhar!!! 

Também não é assim né pessoal... nesse período de recesso trabalhamos nos bastidores, preparamos um bom material, fizemos entrevistas e participamos de eventos para iniciarmos 2017 em grande estilo!!! 

Todos sabem que objetivo principal deste canal de comunicação é divulgar histórias de pessoas, lugares e eventos da nossa região que dariam um bom livro... mas, neste caso, vamos divulgar livros, e seus lançamentos, que certamente dariam um bom filme!!! Então... Um pouco de literatura não faz mal a ninguém...

A semana passada foi marcante para literatura joseense pois, no último dia 26, dois importantes escritores lançaram mais uma obra e nós estivemos por lá... acompanhando e “cornettando”!

O escritor Daniel Pedrosa lançou O Tesouro da Ordem de Cristo, o último livro da trilogia SETOR 27, na APVE. No melhor estilo de Dan Brown Brasileiro, como tem sido chamado nos últimos tempos, o autor trás mais uma eletrizante história de ficção policial que consegue unir a história do nosso país em uma narrativa de perigos e mistérios. Os leitores, assim como eu, que estavam ansiosos com a chegada deste livro... agora podem desfrutar a vontade! 

Foto: Eu com Daniel Pedrosa
Fonte: Pode Cornettah

O Presidente da Academia Joseense de Letras, o escritor Héctor Enrique Giana, também lançou sua obra, chamada Ensaios Sobre o Tudo e o Nada, onde conta um pouco da sua trajetória. Numa atitude de admiração, amor e respeito a sua família, pediu aos seus netos, que escrevessem o prefácio desta obra. Foi um evento prestigiado por amigos e apreciadores da boa leitura.

Foto: Eu com Enrique Giana
Fonte: Pode Cornettah

Falando em São José dos Campos... Falando em livro que poderia virar um bom filme, não poderia esquecer de um livro, o qual li ano passado, chamado O Homem da Capadócia do escritor Wilson R.. É uma história de amor que ultrapassa o tempo e nos leva a viajar por tempos passados. Li, gostei e recomendo.

Aproveito a oportunidade para deixar a nossa Cornettada... Alô Alô produtoras de filmes nacionais!!! Alô Alô Fernando Meirelles! Alô Alô José Padilha!!! Se liguem na história do SETOR 27!!! Se liguem nessas histórias todas!!!


Grande Abraço,
Eduardo Caetano