segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Continuando com Clarice Sabino

Continuando as comemorações de um ano da página Nada Disso É Para Você onde quem ganha o presente somos todos nós.

Segunda parte do Pode Cornettah com a jovem escritora Clarice Sabino.

Grande Abraço,

Eduardo Caetano

Pode Cornettah com Clarice Sabino

No aniversário de um ano da página Nada Disso É Para Você quem ganha o presente somos todos nós.

Primeira parte do Pode Cornettah com a jovem escritora Clarice Sabino.

Grande Abraço,

Eduardo Caetano

Continuando com Professor Bruno

Bom dia povo de Deus!!!

Mais pouco de ensino religioso sobre os 300 anos com Nossa Senhora da Conceição Aparecida nesta segunda parte do Pode Cornettah com Professor Bruno.

Grande Abraço,

Eduardo Caetano





Pode Cornettah com Professor Bruno

Bom dia povo de Deus!!!

Um pouco de ensino religioso sobre os 300 anos com Nossa Senhora da Conceição Aparecida nesta primeira parte do Pode Cornettah com Professor Bruno.

Grande Abraço,

Eduardo Caetano

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Continuando com Daniel Pedrosa

Eh gente bonita...

Eis aí a parte final do Pode Cornettah com escritor Daniel Pedrosa.

Obrigado pela confiança!

Grande Abraço,

Eduardo Caetano


Pode Cornettah com Daniel Pedrosa

Fala Gente Bonita!

Esta é a primeira parte do Pode Cornettah com escritor Daniel Pedrosa!

Esse encontro descontraído aconteceu na Literacia, um lugar magicamente literário.

Grande Abraço!

Eduardo Caetano

domingo, 3 de setembro de 2017

Um objetivo muito além do livro

Um objetivo muito além da publicação de um livro...

Tivemos a honra de sermos convidados pelo Arquiteto
Alexandre Penedo a participar, no último dia 15, da celebração dos 20 anos do seu
livro Arquitetura Moderna de São José dos Campos. Foi uma celebração pelos desdobramentos
alcançados e a demonstração das metas futuras.

E, ainda, foi uma aula de como a cultura, os objetos, os produtos,
 a arquitetura e o trabalho influenciaram
e influenciam diretamente no desenvolvimento sócio-econômico da nossa cidade.

Aproveitem!

Grande Abraço,



Eduardo Caetano


quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Pode Cornettah com Geriatricus

Bom dia Gente Bonita!

Um maluco, uma ideia e uns amigos!!!

Eis aí porque nos identificamos tanto com essa dupla de jovens velhos cantores...

Foto: Pode Cornettah com Geriatricus
Fonte: Pode Cornettah

O sonho e a vontade de fazer algo comum mas de maneira inovadora arrastam amigos, familiares, cúmplices de uma maluquice e, no caso do Geriatricus, já arrasta até mesmo as Geriatrex.

Eles pensaram, elaboraram e construíram os personagens Seu João e Dona Celeste com muito cuidado e respeito, uma vez que seu público alvo não tem limite de idade.

De Taubaté para o mundo, agradecemos aos Geriatricus a oportunidade de conhecer e compartilhar essa história movida por sonhos, alegria, seriedade, amizade e muito música.


Grande Abraço,

Eduardo Caetano

quarta-feira, 12 de julho de 2017

O Luthier com Bruno Fuzati

Fala gente bonita!!!!

Uma das muitas coisas que aprendi com Bruno Fuzati: "Não é o violino que passa pelo instrumentista, mas sim o instrumentista que passa pelo violino."


Essa é uma conversa de alto nível, uma verdadeira aula sobre o mundo da música clássica e os mistérios da luthieria. Bruno Fuzati deu seus primeiros passos na música no caminho do rock. Passou do receio de aprender teoria musical até chegar a Fuzati Violinos. Conheceu a história da música clássica e seus maiores compositores. Na sua oficina de construção e restauração coloca em prática seu pioneirismo adquirido através de um trabalho de conclusão de curso onde o modelo matemático lhe permite calcular a melhor espessura e formato da madeira para alcançar a qualidade de som diferenciada. 

Podemos dizer que tornou-se um notório artesão do violino pois, aliou de forma espetacular, o pensamento cartesiano da engenharia com a criatividade do músico.

Acesse e conheça um pouco mais sobre essa figura: http://www.fuzativiolinos.com.br

E, claro, assistam, comentem, compartilhem e inscrevam-se no nosso canal.

Foto: Pode Cornettah com Bruno Fuzati
Fonte: Pode Cornettah

Grande Abraço e até a próxima!!!

Eduardo Caetano

segunda-feira, 12 de junho de 2017

O Poeta, com Professor Moraes

Boa noite gente linda!!!

Conversar com professor Moraes foi especialmente significativo para mim, uma vez que ele tinha uma relação com meu saudoso pai desde os tempos oriundos da ETEP no ramo acadêmico. Neste encontro, ele pôde nos mostrar, que através da poesia, ele faz conexões com as suas facetas de ciclista, ambientalista, professor e poeta.

Foto: Pode Cornettah com Poeta Moraes
Fonte: Pode Cornettah

Realmente não possui telefone celular, não possui automóvel, ainda possui secretária eletrônica convencional e conta com a assessoria particular da sua família para navegação no mundo virtual.

Professor Moraes já foi arquivista, inclusive, ele nasceu no dia do arquivista e no dia do poeta! Olha aí o universo conspirando a seu favor...

Nascido e criado no centro de São José dos Campos, ele presenciou e participou da metamorfose urbana da nossa cidade. 

Inserido no contexto atual que ele chama de capitalismo globalizado neoliberal ele, exercendo a função de professor, planta e provoca a reflexão através da linguagem poética, pois a poesia é arte e a arte, por sua vez, é transgressora e questionadora. A Arte tem um caráter Libertador libertário.


Obrigado Moraes por seu posicionamento como professor, por sua arte como poeta e por seus ideais como ambientalista!

Grande Abraço,

Eduardo Caetano

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Pode Cornettah com Quadrinheiro Véio

Boa noite gente bonita!

Pode Cornettah significa poder cornetar sobre coisas boas da nossa região, conhecendo e compartilhando histórias que dariam bons livros... histórias que lembram quadrinhos... quadrinhos que lembram, claro, o Quadrinheiro Véio!

Foto: Pode Cornettah com Quadrinheiro Véio
Fonte: Pode Cornettah

“Não sei quem é mais louco? Se eu por me propor a fazer este trabalho, Alan Tadini por aceitar nosso convite ou o Luciano por se propor a ajudar este maluco que vos escreve... "

Hoje viajamos num mundo até então para mim muito distante e ao mesmo tempo muito curioso... o mundo do cinema... o mundo das histórias em quadrinhos... o mundo dos super-heróis... um mundo nerd! Mas quem não tem um pouco de nerd dentro de si não é mesmo?

O Quadrinheiro Véio certamente, tornou-se para o Pode Cornettah, não só uma referência técnica mas também um exemplo de disciplina, profissionalismo, humildade, respeito e lealdade aos seguidores e a todos os envolvidos neste trabalho.


Obrigado Alan Tadini por nos proporcionar uma verdadeira aula sobre este mundo de aventuras nerds e também por nos ensinar que com grandes poderes vem grandes responsabilidades.

E lembrem-se: inscrevam-se no nosso canal... comentem e compartilhem!!!

Grande Abraço,

Eduardo Caetano




terça-feira, 2 de maio de 2017

A Arte do Couro com Verônica Passos

Olá gente bonita! Boa noite!

Como diria o professor Augusto Dias: "o importante é esse ir e vir do Pode Cornettah"! E Cá estamos nós novamente...

Ela é jovem, bonita e muito talentosa. Descobriu na arte do couro a sua vocação. Ela fala como os olhos. É artesã. Filha de engenheiro e arquiteta, claro, só poderia ser designer.

Apesar da pouca idade, a história de Verônica Thomazini Passos certamente daria um bom livro pelo simples fato de colocar-se a disposição e nos presentear com uma belíssima arte em couro. É um trabalho braçal e ao mesmo tempo delicado. Exige técnica e habilidade singulares.

Antes da nossa entrevista, conversamos um pouco sobre o mundo do design... conversamos sobre José Zanine Caldas... quanto privilégio!

Foto: Pode Cornettah com Verônica Passos
Fonte: Pode Cornettah 

Obrigado pela oportunidade de querer compartilhar a sua história com este maluco que vos escreve e alguns outros que o seguem.

Assista, comente e compartilhe o vídeo! Conheça um pouco mais sobre esta história!

Foi um prazer inenarrável!

Grande abraço,

Eduardo Caetano


Fonte de Pesquisa: 

sábado, 8 de abril de 2017

O voo livre no Brasil com Felipe Wasser

Saudações Cornetteiras!!!

Finalmente... ei-nos aqui!!!

Estamos de volta e desta vez com o primeiro Pode cornettah in Memorian.

Esta é uma história contada pelo amor e admiração de um filho por seu pai. É uma história no melhor estilo Wasser por Wasser.

Se Anderson Wasser devia esta singela homenagem a seu pai, Felipe Wasser, esta postagem também vale como um enorme agradecimento ao mesmo Anderson Wasser que, desde o início do projeto do Pode Cornettah vem nos acompanhando com admiração e assiduidade em cada uma de nossas publicações. 

É bom demais ver fotos e filmes antigos que descrevem a trajetória de Felipe Wasser que, literalmente, abriu as asas da sua imaginação, criando e aperfeiçoando a Asa Delta concebida, projetada e construída no Brasil.

Tecnicamente falando, o bastidor desta gravação, para mim, foi um dos mais tranquilos que já passei, uma vez que o Anderson já tinha tudo preparado e ensaiado em mãos de forma cronológica! Facilitou bastante a minha pesquisa... ainda bem!!! 

No mais, assistam, comentem, compartilhem esta história e inscrevam-se no nosso canal!

Grande Abraço,
Eduardo Caetano



quarta-feira, 29 de março de 2017

A Evolução do Pode Cornettah

Boa noite pessoal!

Por vezes é preciso parar, repensar algumas coisas, planejar e colocar em prática novas ideias. Estamos há quase um mês sem publicar nada. Estamos resolvendo alguns problemas técnicos. Estamos criando possibilidades.

Em um pouco mais de um ano evoluímos. Mudamos a forma de escrever o nosso nome, de PodCornettá para Pode Cornettah. Além das publicações no formato de textos, começamos também a publicar as postagens em formato de vídeos. Mudamos o nosso logotipo e mudamos até o nosso uniforme. Mas ao longo dessas últimas semanas tivemos uma evolução significativa!

Não sou corinthiano e certamente estou muito longe de ser um fenômeno, mas hoje cabe a frase: “Está aqui mais um neste bando de loucos”. Agora o Pode Cornettah é uma equipe. Apresento-vos nosso mais novo integrante: Luciano Faria, um cara apaixonado por música, movido a novos desafios e ávido por aprender coisas novas. Vem agregar valor ao Pode Cornettah com seu vasto conhecimento e, principalmente, através do seu estúdio SoLuMix.

Foto: Equipe Pode Cornettah no estúdio SoLuMix
Fonte: Pode Cornettah

Como dizem por aí, Luciano já “chegou chegando”... agora temos uma vinheta!


É meus amigos, isso mesmo, nossas próximas histórias já serão contadas no Estúdio SoLuMix, onde teremos uma melhora significativa na qualidade da imagem e, principalmente, na qualidade do áudio.

Então fiquem ligados! Contaremos, em breve, as histórias que já foram gravadas no formato anterior e que estão processo de finalização de edição, como a de Felipe Wasser, o percursor do voo livre no Brasil, que será será também nosso primeiro Pode Cornettah in memoriam. Contaremos também a história de Verônica Passos e seu talento ímpar de entalhar em couro.

Enquanto isso, vão curtindo aí a nossa vinheta.

Obrigado pelo carinho e paciência de todos!

Grande Abraço, 
Eduardo Caetano

quarta-feira, 8 de março de 2017

Pode Cornettah com Teatro d'Aldeia

Fala gente bonita!

O jornalista e escritor uruguaio, Eduardo Galeano (1940 – 2015) já dizia que: “O mundo está feito de histórias. São histórias que contamos, escutamos, multiplicamos, que permitem converter o passado em presente e o distante em próximo, o que está longe em algo próximo, possível e visível.”

Contar e multiplicar histórias, boas histórias, é o objetivo deste canal e a história do Teatro d`Aldeia certamente é uma delas, grupo que tem como a lua sob o signo de sua sensibilidade, representando o desejo de trazer de volta os rituais e manter uma atitude simbólica diante da vida.

Este grupo é formado por Adriana Marques (atriz, professora de teatro e coordenadora pedagógica dos cursos e oficinas), Ana Cristina Freitas (atriz, professora de teatro e coordenadora da área de produção), Vander Palma (ator, professor de teatro e diretor financeiro) e Wallace Puosso (ator, diretor, professor de teatro, responsável pela comunicação visual e criação dos projetos).


Foto: Pode Cornettah com Teatro d'Aldeia
Fonte: Pode Cornettah


É mais que um simples grupo de teatro, é um grupo de quatro malucos (sérios) que optaram pela iniciativa privada para construir seu próprio espaço gerador de arte e cultura e, acima de tudo, decidiram por envelhecer juntos no teatro, fazendo da sua sede, das suas paixões, das suas vocações e seus propósitos de vida algo muito maior que conseguimos imaginar e sentir. Falando em sentimento e imaginação, sugiro e incentivo vocês a prestigiar a peça Cicatrizes, baseado no conto “A Pedra Arde”, também de Eduardo Galeano. Ela nos leva a refletir sobre nossas próprias cicatrizes, as físicas, as psicológicas, as escondidas, aquelas que não falamos muito, aquelas que não contamos a ninguém, aquelas já adormecidas...

E após este encontro, conseguimos vislumbrar e sonhar que com trabalhos como o que este grupo tem realizado, São José dos Campos em breve passará a ser, além de um pólo industrial, também um pólo cultural.

Mais uma vez, Teatro d’aldeia, obrigado pelo carinho e atenção! Obrigado pela honra e privilégio em conhecer e compartilhar a sua história.

Grande Abraço

Eduardo Caetano

Assistam, curtam e compartilhem o vídeo.




Fonte de pesquisa:
https://www.youtube.com/watch?v=jwH0t37hlC0

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Matheus Sampei... Rodas que Libertam!

Oi gente bonita!

Quando o Pode Cornettah ainda era um projeto que estava no papel, a história do Matheus Sampei, já era um sonho de consumo, pois apesar de bem jovem, ele possui na bagagem da sua vida, uma mudança carregada de desafios, determinação e muita vontade de viver. Tive o prazer de conhecê-lo através de um trabalho que estava desenvolvendo durante o curso da minha Pós Graduação em Design de Interiores, em parceria com a Dumont Brasil, que tratava-se de uma estação de trabalho (E3 – Estação Ergonômica Especializada) projetada com conceitos do desenho universal para atender a todos com excelência, inclusive pessoas com deficiência física. Esse projeto não vingou, mas Pode Cornettah está vingando... hehehe


Foto: Cornettando Matheus Sampei
Fonte: Pode Cornettah

A história do Matheus é aquele tipo de história que me leva a refletir que a pessoa deficiente não é ele, mas sim eu, você, que nos limitamos no cume calmo dos nossos medos e que, incontáveis vezes, criamos e não conseguimos ultrapassar obstáculos psicológicos. Ele, com maestria, ensina-nos a exorcizar cada um de nossos fantasmas usando as adversidades e a força do oponente ao nosso favor.

O acidente representa um divisor de águas na sua trajetória pessoal e profissional, representa um marco para a empresa onde trabalhou por 17 anos e para o mercado de trabalho como um todo e será também um marco na historia do esporte paraolímpico.

Cadeira de rodas... rodas que o liberta e o faz voar e alcançar voos cada vez mais altos.. Rodas que libertam... Esse seria um bom título para uma biografia... quem sabe... 

Parabéns Matheus por ser questionador, lutador, motivador, jogador, competidor e até inventor... e obrigado por fazer a diferença numa sociedade tão louca. 

Leia o post, assista o vídeo, curta, compartilhe, comente, inscreva-se no nosso canal e dê um like! Obrigado por nos prestigiar! 




Grande Abraço,
Eduardo Caetano

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Iniciando os trabalhos de 2017



Chega de férias!!! 

Vamos trabalhar!!! 

Também não é assim né pessoal... nesse período de recesso trabalhamos nos bastidores, preparamos um bom material, fizemos entrevistas e participamos de eventos para iniciarmos 2017 em grande estilo!!! 

Todos sabem que objetivo principal deste canal de comunicação é divulgar histórias de pessoas, lugares e eventos da nossa região que dariam um bom livro... mas, neste caso, vamos divulgar livros, e seus lançamentos, que certamente dariam um bom filme!!! Então... Um pouco de literatura não faz mal a ninguém...

A semana passada foi marcante para literatura joseense pois, no último dia 26, dois importantes escritores lançaram mais uma obra e nós estivemos por lá... acompanhando e “cornettando”!

O escritor Daniel Pedrosa lançou O Tesouro da Ordem de Cristo, o último livro da trilogia SETOR 27, na APVE. No melhor estilo de Dan Brown Brasileiro, como tem sido chamado nos últimos tempos, o autor trás mais uma eletrizante história de ficção policial que consegue unir a história do nosso país em uma narrativa de perigos e mistérios. Os leitores, assim como eu, que estavam ansiosos com a chegada deste livro... agora podem desfrutar a vontade! 

Foto: Eu com Daniel Pedrosa
Fonte: Pode Cornettah

O Presidente da Academia Joseense de Letras, o escritor Héctor Enrique Giana, também lançou sua obra, chamada Ensaios Sobre o Tudo e o Nada, onde conta um pouco da sua trajetória. Numa atitude de admiração, amor e respeito a sua família, pediu aos seus netos, que escrevessem o prefácio desta obra. Foi um evento prestigiado por amigos e apreciadores da boa leitura.

Foto: Eu com Enrique Giana
Fonte: Pode Cornettah

Falando em São José dos Campos... Falando em livro que poderia virar um bom filme, não poderia esquecer de um livro, o qual li ano passado, chamado O Homem da Capadócia do escritor Wilson R.. É uma história de amor que ultrapassa o tempo e nos leva a viajar por tempos passados. Li, gostei e recomendo.

Aproveito a oportunidade para deixar a nossa Cornettada... Alô Alô produtoras de filmes nacionais!!! Alô Alô Fernando Meirelles! Alô Alô José Padilha!!! Se liguem na história do SETOR 27!!! Se liguem nessas histórias todas!!!


Grande Abraço,
Eduardo Caetano